Software vai monitorar uso de máscaras e aglomerações em Campina Grande

29 de maio de 2020

Tecnologia será integrada à Central de Monitoramento local

Uma das medidas essenciais para se prevenir contra o avanço do novo coronavírus é a utilização de máscaras ao sair de casa, uma vez que a proliferação se dá pelas vias aéreas.

Uma parceria da Prefeitura Municipal de Campina Grande, através da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação, a Universidade Federal de Campina Grande-UFCG, e a Fundação Parque Tecnológico da Paraíba, através da sua incubadora tecnológica ITCG, pode fazer da cidade a primeira do Brasil a monitorar o uso de máscaras pela população, bem como registrar aglomerações nas ruas.

Isso será feito com uma solução cedida pela startup Nuveo, incubada na ITCG.

Desenvolvido por uma equipe de especialistas em integração, produtos digitais e doutores em inteligência artificial, o software a ser integrado na central de monitoramento de Campina Grande é capaz de monitorar e gerar estatísticas sobre aglomerações e a porcentagem da população usando máscara.

Inteligência Artificial

Partindo da estrutura já existente de monitoramento na cidade, o software utiliza inteligência artificial para mapear o fluxo de pessoas, a proximidade uma da outra, e analisar pela imagem se as faces apresentam máscaras. A tecnologia deve ser implementada dentro de duas a três semanas.

Segundo o Secretário de Ciência, Tecnologia e Inovação de Campina Grande, Lucas Ribeiro, “evitar a propagação da covid-19 tem sido um desafio para governos do mundo inteiro, e a tecnologia vem se mostrando uma forte aliada nesse combate. Agora, através da parceria com a empresa de tecnologia Nuveo e a Fundação Parque Tecnológico da Paraíba para o reconhecimento do uso de máscaras de proteção em Campina Grande, damos mais um avanço, e nossa cidade se torna uma das mais inteligentes do país, pioneira no uso de softwares de visão computacional para evitar a propagação da doença”.

Para a Diretora Técnica da Fundação PaqTcPB, Profa. Nadja Oliveira, a importância da iniciativa “se dá quando cumprimos nossa missão de PaqTcPB e incubadora/Nuveo (startup incubada) em, através da tecnologia e inovação, produzirmos solução que gere impacto social no enfrentamento da Covid-19”.

“A Nuveo está aplicando sua tecnologia de monitoramento para ajudar cidades para o período de pandemia de coronavírus. Estamos aplicando um sistema de Inteligência Artificial que é capaz de trazer resultados quantitativos sobre o uso de máscaras pela população, o que auxilia no controle da doença e também nas medidas sanitárias dos responsáveis de saúde.”- comenta o CTO da Nuveo, Antonio Carlos da Silva Senra Filho, físico médico pela USP com PhD em neurociência, pela King’s College.

Após a experiência pioneira em Campina Grande, a startup Nuveo tem a intenção de ampliar a sua atuação, levando essa tecnologia a mais cidades brasileiras.

Iury Sarmento

Por Iury Sarmento
Assessor de Comunicação
Fundação PaqTcPB

antalya escort escort antalya erotik hikaye ensest hikaye sex hikaye porno hikaye