Notícias



26/10/2016

Você conhece o Polo Tecnológico de Bodocongó?

 

Entenda como ele vem transformando o cenário tecnológico e inovador da Paraíba.


A Fundação Parque Tecnológico da Paraíba (PaqTcPB) desde a sua fundação em 1984, vem apoiando empreendimentos inovadores que se instalam nos arredores de importantes centros de formação e pesquisa do Estado. É uma instituição de direito privado sem fins lucrativos voltada para o avanço científico, tecnológico e à promoção do empreendedorismo inovador na Paraíba. Sua principal competência é fomentar o desenvolvimento de projetos de ensino, pesquisa e extensão, sendo uma de suas funções dar suporte administrativo e finalístico aos projetos institucionais.

 

Nessa perspectiva, o Centro de Inovação e Tecnologia Telmo Araújo (CITTA) foi criado com a missão de dinamizar e fomentar a inovação, tornando-se um equipamento inovador de extrema importância para a promoção da sinergia na Paraíba e na região Nordeste, atuando há três anos com a oferta de serviços inteligentes e autossustentáveis.

O CITTA está localizado na cidade de Campina Grande, reconhecida internacionalmente como um dos polos tecnológicos na produção de conhecimento no país, graças a sua rede de centros de formação técnica e universidades, em constante expansão, contando com diversos cursos que são referência na área de inovação e produção tecnológica possuindo um doutor para cada 590 habitantes, o que faz a presença da abundante e qualificada mão de obra ser um dos atrativos que caracterizam o município como um território propício à inovação.

Um destaque deve ser dado às iniciativas que surgiram junto ao Polo Tecnológico de Bodocongó, região diferenciada da cidade, na qual se encontram instaladas a Universidade Federal de Campina Grande (UFCG), a Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), a Escola Técnica Redentorista de Eletroeletrônica, a Fundação PaqTcPB, a Fundação de Apoio à Pesquisa (FAPESQ), o Centro de Inovação e Tecnologia Telmo Araújo (CITTA), o Centro Tecnológico de Couro e Calçado (CTCC) do SENAI, o Hospital da Fundação Assistencial da Paraíba (Hospital da FAP) e empresas.

Criado com a missão de promover a inovação na Paraíba e no Nordeste, o CITTA atua com a oferta de serviços inteligentes e autossustentáveis, abrigando dois tipos de empresas: empresas com linhas de produção e empresas com ênfase em pesquisa e desenvolvimento. Em função disso, os empreendimentos instalados no local podem contar com galpões para manufatura, inclusive logística de armazenamento, conexão com portos - inclusive com portos secos - e com novos mercados, além de outras facilidades como a pavimentação digital de Campina Grande. O CITTA opera de forma cooperativa e não concorrente com as entidades consorciadas, intensificando a conectividade entre empresas privadas e públicas, organismos estatais, universidades e institutos de pesquisa, representando um elo de ligação entre governo, empresa e universidade no Polo Tecnológico de Bodocongó.

A parceria local viabiliza projetos conjuntos de P&D, spinoffs da empresa ou de Projetos de P&D apoiados/localizados nos ambientes do Parque Tecnológico, operações bilaterais em parceria com empresas associadas com ênfase nos mercados doméstico e internacional e oportunidades para funding bilateral. 

 

Conheça um pouco mais sobre as instituições que integram o Polo Tecnológico de Bodocongó

Universidade Estadual da Paraíba (UEPB):

Criada em 2006, a UEPB conta com cinquenta e dois cursos de graduação e dezenove programas de pós-graduação (entre profissional e acadêmico) e dez programas de especialização, distribuídos em oito campi.

Universidade Federal de Campina Grande (UFCG):

Criada em 2002 além da sede, em Campina Grande, a Universidade estende-se por mais seis campi localizados nas cidades de Pombal, Patos, Sousa, Cajazeiras, Cuité e Sumé. A UFCG conta com cinquenta e seis cursos de graduação e oito programas de pós-graduação, sendo destaque nacional nas áreas de Ciências da Computação e Engenharias.

Fundação de Apoio à Pesquisa (FAPESQ):

Criada em 1992 e reestruturada em 1997, a FAPESQ é um órgão de direito público vinculado à Secretaria de Estado da Ciência e Tecnologia e do Meio Ambiente (SECTMA), parte integrante do Sistema Estadual de Ciência e Tecnologia, que tem como objetivo promover o desenvolvimento científico e tecnológico do Estado da Paraíba, através do fomento à ciência, tecnologia e inovação mantendo estreita sintonia com o atendimento às necessidades socioeconômicas que afetam seu desenvolvimento sustentável.

Centro Tecnológico de Couro e Calçado (CTCC) e Polo de Calçados:

Maior produtora nacional de sandálias sintéticas do Brasil – com 150 milhões de pares por ano – a cidade de Campina Grande convive com grandes empresas do setor, como a São Paulo Alpargatas, responsável pela maior parte da produção das sandálias (110 milhões de pares/ano, da famosa Havaianas). O CTCC surgiu com o objetivo de garantir às indústrias de calçados das regiões Norte e Nordeste um atendimento mais próximo, frequente e eficiente, atuando com qualidade e custo mais baixo. O Centro desenvolve atividades na área de educação profissional e consultorias técnicas em designer estratégico, modelagem, prototipagem, projetos de implantação e adequação de fábricas de calçados e artefatos, que envolvem todo o processo de desenvolvimento de produto, desde a pesquisa de mercado e tendências até a implantação e acompanhamento técnico junto às empresas.

Escola Técnica Redentorista de Eletroeletrônica (ETER):

Criada em 1975, pelo Pe. Edelzino de Araújo Pitiá. tem como lema: "Educar é Libertar" e como missão a formação humana e profissional de jovens das classes sociais menos favorecidas, através da Educação Profissional de Ní­vel Técnico. Atualmente a Escola conta com cerca de 800 alunos matriculados nos turnos manhã, tarde e noite, mas tem capacidade para atender 1.200, inclusive com cursos direcionados para a iniciativa privada, que podem ser oferecidos através de consultorias educacionais e cursos de Formação Inicial e Continuada de Trabalhadores (cursos FIC).

Hospital da Fundação Assistencial da Paraíba (FAP):

Reconhecido como Hospital excelência nas especialidades de alta complexidade (Radioterapia, Quimioterapia, Hemodiálise), é referência no tratamento de paciente com câncer de Campina Grande e mais 190 municípios da região.

 

Um pouco mais sobre Campina Grande:

Localização: 120 km de João Pessoa - PB

400.002 habitantes (BR:56° PB:2°) – IBGE 2012

620,62 km² de área

R$ 4,336 bi PIB total BR: 130°) – IBGE 2012

16 instituições de ensino superior públicas e privadas

67 programas de pós-graduação

1 doutor para cada 590 habitantes

 

Cerca de 50 mil estudantes matriculados nas dezesseis instituições de ensino superior públicas e privadas (é proporcionalmente a cidade com mais universidades no Brasil), mais de 3500 alunos matriculados em cursos técnico-profissionalizantes, além de 2700 estudantes de pós-graduação, matriculados em 67 programas de pós-graduação (21 programas MBAs, 35 programas de mestrado e 16 programas de doutorado).



Fonte: ASCOM - Assessoria de Comunicação da Fundação Parque Tecnológico da Paraíba









Institucional ITCG CITTA Serviços Área Interna Contatos Comunicação

Histórico
O que fazemos?
Quem somos?
Prêmios e Credenciamentos
Estatuto
Marca e Aplicação

Incubadora
Empresas incubadas
Empresas Associadas
Como se incubar?
Área do Empreendedor
     Lab2Market
     NIT
     Central de Projetos
     Cursos e Capacitações

O que é?

Interveniência em Projetos
Prestação de Serviços Especializados
Cursos e Capacitações
Licitações
Contratos e Convênios
Concursos

Intranet
Webmail
Saperff
Golden Portal

Fale Conosco

Notícias
Sala de Imprensa
Vídeos
Rádio PaqTcPB
Enquete
Revista FETEC
Twitter
Downloads
             


Fundação Parque Tecnológico da Paraíba
Rua Emiliano Rosendo Silva - 115, Bodocongó. Campina Grande - Paraíba.
CEP: 58431-000 - Fones: (83) 2101-9020 / 2101-9025

Copyright by PaqTcPB - Todos os Direitos Reservados.