Notícias



10/10/2017

Mestrado da Universidade Estadual se destaca pela qualidade na formação de professores na Paraíba

 

O objetivo é capacitar professores da Educação Básica para o seu exercício profissional, buscando aperfeiçoar a sua prática docente


Pioneirismo, qualidade na formação dos educadores e reconhecimento. Primeiro mestrado profissional implantado no país na área de Educação, o Mestrado em Formação de Professores (PPGFP) da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB) ganhou notoriedade pela significativa contribuição que tem dado na formação dos professores que atuam na rede básica de ensino paraibana.

 

Com apenas cinco anos de funcionamento e quatro turmas formadas, o Mestrado já obteve alguns reconhecimentos e, recentemente, foi um dos cursos da UEPB que subiu de conceito na Avaliação Quadrienal da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal em Nível Superior (Capes), passando da nota 3 para a nota 4, ficando a um ponto de atingir a nota máxima, uma vez que o maior conceito da Capes para os mestrados profissionais é a nota 5.

 

O bom desempenho fortalece ainda mais a pós-graduação na Instituição e coloca o programa no caminho do Doutorado. A coordenadora do Mestrado e uma das fundadoras do programa, professora Simone Dália de Gusmão Aranha, comemorou o resultado e disse que a ascensão no conceito da Capes traduz a realidade do curso, que tem contribuído para formar e qualificar professores que atuam na rede básica de ensino da Paraíba. “Nosso Mestrado Profissional foi o primeiro no Brasil na área de Educação reconhecido pela Capes. Ficamos felizes com essa ótima notícia. É uma alegria ver que o nosso trabalho está sendo reconhecido”, enfatizou.

 

Simone atribui essa evolução ao nível do corpo docente, hoje formado por 16 professores, e o esforço e empenho do corpo discente. O volume significativo de publicações de artigos científicos produzidos por alunos e professores do curso também favoreceu para elevar a avaliação. “Na verdade, é um reconhecimento da Capes ao esforço de toda uma equipe da Instituição, tanto do corpo docente como do corpo discente. Um trabalho coletivo, sério e compromissado, que ajudou a elevar a nota”, destacou.

 

A coordenadora ressalta que a avaliação da Capes ratifica a aprovação do público, comprovado nos números. Com seleções todos os anos, o Mestrado tem se destacado pela alta concorrência. Somente na última seleção, foram feitas 745 inscrições online, das quais 408 foram homologadas, com os candidatos disputando apenas 30 vagas. A excelência do programa também é atestada pelos ex-mestrandos do curso, aprovados em doutorados acadêmicos de relevantes instituições do país. “Nossos mestres levam toda uma bagagem de conhecimento, por isso têm se destacado”, salientou Simone Dália.

 

Ela explica que no Mestrado em Formação de Professores todos os trabalhos realizados estão destinados para a prática do professor. Ou seja, a pesquisa desenvolvida ao longo do curso se transforma em produto para a sala de aula. Todos os mestrandos do curso atuam ou estão prestes a atuar na educação na rede básica de ensino. Com isso, a UEPB tem dado grande contribuição na qualidade da educação dos paraibanos.

 

Em cinco anos de funcionamento, mais de 100 dissertações já foram defendidas desde 2012, quando foi formada a primeira turma. Em média, 30 novos estudantes entram por ano no Mestrado. A exceção foi 2016, quando foram realizadas duas seleções: a seleção regular e uma outra para atender a demanda do Governo do Estado. No total, 20 vagas foram ofertadas para professores que estavam em sala de aula, graças a um convênio entre a UEPB e o Estado. Atualmente, 67 alunos estão matriculados no Mestrado e mais 30 entrarão na Turma 2018. O corpo docente é formado por professores de Letras, Pedagogia, Geografia, História, Física, Química, entre outras áreas.

 

Sobre o futuro, a coordenação e docentes do programa planejam intensificar as publicações e trabalhar para elevar o conceito na próxima avaliação da Capes. O sonho é, futuramente, criar um Doutorado na área. O Mestrado em Formação de Professores foi aprovado pela Capes e reconhecido através da Portaria Nº 1.364 do Ministério da Educação, em setembro de 2010, configurando-se como o primeiro Mestrado Profissional implantado no país na área de Educação. No entanto, a primeira turma foi implantada em 2012.

 

O PPGFP apresenta como objetivo primordial capacitar professores da Educação Básica para o seu exercício profissional, buscando aperfeiçoar a sua prática docente, o processo de aprendizagem e de construção do conhecimento e a intervenção destes professores nos cenários local, regional e nacional. O Programa é constituído de duas linhas de pesquisa: “Linguagens, Culturas e Formação Docente” e “Ciências, Tecnologias e Formação Docente”. O Mestrado em Formação de Professores tem a sua estrutura organizada em dois anos, sendo o primeiro dedicado ao cumprimento dos créditos em disciplinas e segundo voltado à elaboração da dissertação que consiste no trabalho final do curso.



Fonte: Codecom UEPB









Institucional ITCG CITTA Serviços Área Interna Contatos Comunicação

Histórico
O que fazemos?
Quem somos?
Prêmios e Credenciamentos
Estatuto
Marca e Aplicação

Incubadora
Empresas incubadas
Empresas Associadas
Como se incubar?
Área do Empreendedor
     Lab2Market
     NIT
     Central de Projetos
     Cursos e Capacitações

O que é?

Interveniência em Projetos
Prestação de Serviços Especializados
Cursos e Capacitações
Licitações
Contratos e Convênios
Concursos

Intranet
Webmail
Saperff
Golden Portal

Fale Conosco

Notícias
Sala de Imprensa
Vídeos
Rádio PaqTcPB
Enquete
Revista FETEC
Twitter
Downloads
             


Fundação Parque Tecnológico da Paraíba
Rua Emiliano Rosendo Silva - 115, Bodocongó. Campina Grande - Paraíba.
CEP: 58431-000 - Fones: (83) 2101-9020 / 2101-9025

Copyright by PaqTcPB - Todos os Direitos Reservados.